Hormônios - Rosa Maria Neme

Dra. Rosa Maria Neme é graduada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1996) e doutorado em Medicina na área de Ginecologia pela Universidade de São Paulo (2004). Realizou residência-médica também na Universidade de São Paulo (2000). Além de dirigir o Centro de Endometriose São Paulo, ela integra a equipe médica do Hospital Israelita Albert Einstein, Samaritano, São Luiz e Sírio Libanês.
  • Clique sobre a pergunta para visualizar a resposta:
  • 1 - Existem pílulas anticoncepcionais com mais ou menos hormônios? Eles ajudam a engordar?

    Há pílulas com mais ou menos hormônios e, dependendo da quantidade e do tipo de hormônio, algumas mulheres podem reter mais líquido ou ter mais fome, causando aumento de peso.

  • 2 - Gostaria de saber quando começar a reposição hormonal.

    A reposição hormonal pode ser iniciada em uma fase da vida da mulher chamada climatério (fase antes da menopausa), período em que se inicia a queda da produção dos hormônios pelos ovários.

  • 3 - Nunca tive problemas com espinhas, mas agora, depois que fiz 18 anos, elas estão aparecendo. Estou fazendo tratamento com pomadas, que não está resolvendo muito. Será que estou com problemas hormonais, ou isso é normal? Tomo anticoncepcional há dois anos. Poderia ser este o motivo?

    Provavelmente não é a pílula. Você deveria investigar junto ao seu ginecologista se está ocorrendo alguma alteração hormonal em seu organismo para que isso esteja acontecendo, e depois consultar um dermatologista para tratar de forma adequada o problema.

  • 4 - Problemas com acne e cravos têm ligação com hormônios? São causados pelo excesso ou pela falta de hormônios?

    Podem ter sim. Em geral, estão relacionados a um aumento de hormônio masculino chamado testosterona.

  • 5 - Estou no sexto mês de gestação, e durante gravidez há uma grande alteração hormonal. Após o parto, o que fazer pra que os hormônios voltem ao normal o mais rápido possível?

    Os hormônios voltam ao normal naturalmente, após 45 a 60 dias do parto.

  • 6 - Tenho hipotireoidismo há sete anos. Estou no climatério e, apesar de praticar atividade física e fazer dieta, não perco peso. Há alguma solução para que eu possa emagrecer?

    Se o hormônio da tireoide estiver equilibrado, a solução é uma reeducação alimentar bastante rígida e o aumento da atividade física, principalmente aeróbica. Nessa fase da vida é mais difícil mesmo alcançar resultados rápidos em relação à perda de peso.

  • 7 - Chá de amora ou soja, quando consumido, pode atenuar os sintomas da menopausa? Tenho 45 anos e ainda menstruo. Quando devo iniciar a terapia de reposição hormonal?

    Se os sintomas forem bastante tênues, eles podem sim ser aliviados com essas medidas. A reposição hormonal pode ser iniciada no climatério (se os sintomas forem bastante relevantes) ou na menopausa.

  • 8 - Por que os hormônios deixam as mulheres mais sensíveis, com o humor à flor-da-pele?

    A alteração do ciclo hormonal normal causa alteração nos neurotransmissores cerebrais, principalmente da serotonina e, com isso, a mulher está mais sujeita à instabilidade de humor.

  • 9 - Entrei na menopausa precoce e não posso tomar nenhum medicamento que contém hormônios. Existe outro tipo de tratamento que eu possa fazer?

    Podem ser realizados tratamentos com fitoterápicos (medicações derivadas de plantas), que podem resolver bem os sintomas da menopausa caso eles sejam suaves.

  • 10 - Como saber se há necessidade de reposição hormonal? O fato de a gengiva inchar pode significar alteração hormonal?

    A reposição hormonal atualmente é indicada somente às mulheres que apresentam muitos sintomas. O fato de a gengiva inchar não necessariamente tem alguma relação com a falta de hormônio.

  • 11 - Mesmo tendo feito tratamento com hormônios, ainda tenho calores e muito suor no rosto. Preciso continuar com o tratamento hormonal?

    Precisa. A reposição hormonal nos dias atuais é recomendada por um período de 10 anos contínuos.

  • 12 - Tenho 24 anos e, quando tinha 14 (muito tempo antes de ter minha primeira relação), descobri que tinha ovário policístico. O problema é que a partir desse momento comecei a fazer o uso de pílula para controlar os hormônios. Há um ano, tentei parar com a pílula para ver se meu ciclo se regularia e, durante seis meses, ele ficou normal. Mas após esse período ele atrasou, e fiquei uns dois meses sem menstruar. Depois, voltei a ter os cistos, que foram confirmados pelo exame de ultrassom. Gostaria de saber se após esse longo período de utilização de hormônio terei problemas para engravidar, e se o bebê poderá nascer com problemas.

    As mulheres que tem a Síndrome dos Ovários Policísticos podem ter um pouco mais de dificuldade para engravidar, justamente porque podem ter um distúrbio da ovulação. Por isso, é recomendado que seja feito o uso de pílulas específicas durante todo o período que anteceder a tentativa da mulher de engravidar, para proteger o ovário e aumentar as chances de ela ovular quando quiser engravidar.

  • 13 - Gostaria de saber se a acne que tenho desde os 17 anos até hoje é um problema hormonal e se os hormônios podem causar cistos em mamas e ovários?

    A acne pode estar relacionada às alterações hormonais com aumento da produção do hormônio testosterona. Nesses casos, podem ser formados microcistos nos ovários, decorrentes dessa resposta hormonal anormal.

  • 14 - Atualmente parei de tomar anticoncepcional e estou sentindo o meu útero dolorido, e quando tenho uma relação sexual sinto muita dor. Será que pode ser pelo fato de ter parado de tomar a pílula?

    Você deve procurar seu ginecologista. A primeira coisa que se pensa diante da parada do anticoncepcional, do começo de dores na região do útero e de dores na relação sexual é a endometriose. Precisam ser feitos exames específicos para esta investigação.

  • 15 - O que fazer para não sofrer tanta alteração de humor?

    Há medicamentos naturais à base de fitoterápicos e vitaminas que podem melhorar essas variações de humor. Caso isso não seja suficiente, medicamentos mais fortes podem ser receitados por seu ginecologista.

  • 16 - Tive endometriose, tirei útero, ovário, trompas, meu metabolismo não funciona, tenho calores da menopausa e não consigo emagrecer por causa dos hormônios. Médicos me dão remédio para ansiedade e inibidores de apetite, que em algumas fórmulas têm até hormônios para acelerar o metabolismo, mas não perco peso. O que eu faço?

    O mais aconselhável é uma dieta bastante restritiva associada a exercícios aeróbicos intensos. Além disso, tratamentos estéticos corporais, como a drenagem linfática, também podem ajudar. Veja se além da menopausa não há nada acontecendo com a sua tireoide, pois a incidência de problemas na tireoide em mulheres com antecedente de endometriose é bastante grande.

  • 17 - Há mais ou menos três anos, desde que meu filho nasceu, o meu desejo sexual caiu muito, quase não tenho vontade de ter relação. Em alguns meses, sinto muita vontade por dois ou três dias, mas somente uns quinze dias após minha menstruação. Será que essa falta de desejo pode estar relacionada à questão hormonal?

    Às vezes sim. Outras não, já que a mudança do comportamento da família (agora com um filho entre o casal) pode contribuir para esta falta de libido.

  • 18 - Gostaria de saber se os hormônios estão ligados aos sintomas da TPM, e quais os exames que posso pedir ao meu ginecologista para medir a taxa hormonal.

    Podem estar ligados, mas o principal fator é o ritmo de vida e o estresse. Seu ginecologista pode investigar alguma alteração hormonal, mas, para ajudar a combater esse problema, intensifique sua atividade física aeróbica, coma alimentos saudáveis e durma bem. Com certeza isso irá ajudá-la a melhorar os sintomas da TPM.

  • 19 - Gostaria de saber quais os reais benefícios do uso dos hormônios e seus efeitos colaterais.

    Tudo dependerá da alteração hormonal que está ocorrendo. No caso da menopausa, o benefício se traduz não somente na melhora dos efeitos colaterais físicos (calores, insônia, dor no corpo, depressão) como também nos ossos, colesterol, etc.

  • 20 - Gostaria de saber se os hormônios podem influenciar no nosso dia a dia, pois desde que fiz 40 anos estou tendo uma menstruação muito difícil. Minha TPM piorou muito, passo uns dez dias bons e os restantes são torturantes. Na semana que antecede a menstruação sinto uma tontura muito forte, queimação em algumas regiões do corpo, pânico de sair de casa, chega a ser uma depressão. Nunca fiz controle de hormônio, sempre pedi para o meu ginecologista, e ele sempre me disse que não havia necessidade, mas sinto que essa transformação é hormonal, pois depois que menstruo tudo passa.

    Essas alterações estão relacionadas provavelmente ao climatério, fase da vida da mulher em que começa a haver uma queda da produção do hormônio progesterona pelo ovário. Talvez você precise dessa reposição que, com certeza, melhorará seus sintomas.

  • 21 - É verdade que a pílula anticoncepcional causa o aumento de peso porque contém altas doses de hormônio? Eu engordei muito durante o tempo em que a tomei, sentia muita dor nas pernas e não sentia vontade de fazer sexo. Parei de tomar a pílula, mas até hoje tenho depressão; faço tratamento, mas não melhora. Além disso, estou na menopausa. O que devo tomar para melhorar os calores e a depressão que piora a cada dia?

    As pílulas mais modernas não causam o aumento de peso pela alta taxa de hormônio, mas porque aumentam o apetite e podem aumentar um pouco mais a retenção de líquidos do organismo. Nesta sua fase atual de menopausa, seu médico avaliará a necessidade de fazer uma reposição hormonal em você para melhorar estes sintomas de depressão.

  • 22 - Não menstruo desde 2005. Não posso fazer uso de hormônios e utilizo medicamentos. Porém, ainda sinto calores repentinos e ressecamento de pele e vaginal. Sinto muita dor e peso nas pernas. Será que tem algo natural que ajude bastante nesses sintomas?

    Às vezes, os fitoterápicos podem ajudar um pouco, já que você não pode fazer uso de medicações hormonais.

  • 23 - Gostaria de saber se o início da menopausa tem alguma relação com quando ocorreu a 1ª menstruação. E tomar contraceptivos orais durante longo período tem alguma influência em retardar ou antecipar a menopausa?

    Nem o início da menstruação e nem o uso de anticoncepcionais são fatores relacionados à idade da menopausa. O tabagismo é o único fator realmente comprovado que pode antecipar a idade da menopausa.

  • 24 - Entrei na menopausa há dois anos e passei a sofrer com insônia e com calores horríveis de hora em hora. Além disso, perdi totalmente a vontade de fazer sexo, pois perdi a lubrificação vaginal. Minha ginecologista diz que tenho mioma e nódulo, por isso não posso fazer reposição hormonal. Isso é normal?

    Pode ser que, por esses motivos, você não possa fazer uma reposição hormonal clássica, mas pode tentar iniciar uma reposição de hormônio fitoterápico. E, depois, caso isso não ajude, pode tentar a reposição com pequenas doses de hormônios, com monitorização dos miomas e nódulos.

  • 25 - Estou com 22 anos e tenho bastante pelo no corpo. Qual hormônio é responsável por isso, e como poderia amenizar o problema?

    Em geral é o hormônio testosterona. Caso seja isso, podem ser dados medicamentos hormonais que bloqueiam a ação desse hormônio.

  • 26 - Eu sinto um desconforto na altura da laringe (parece que alguém está pressionando minha garganta), sonolência, voz grossa, queda de cabelo, inchaço nas pernas, dores e cansaço. Esses problemas podem estar relacionados à tireoide?

    Podem sim, e também podem estar relacionados a outras alterações hormonais.

As opiniões emitidas nesta seção são de responsabilidade exclusiva dos profissionais de saúde, não representando a opinião da sanofi-aventis. As orientações não substituem, em hipótese alguma, a avaliação e recomendação de um médico de sua confiança, o único que poderá avaliar a sua saúde e indicar a melhor conduta para você. Consulte sempre o seu médico quando o assunto for saúde, tratamento e medicação.

NÃO TOME REMÉDIOS SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER
EXTREMAMENTE PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.

Seu nome*:
Seu e-mail*:
Destinatário*:
E-mail*:
Mensagem:
* Campos de preenchimento obrigatório

voltar

Atmosfera Feminina - Um serviço Sanofi
Av. Major Sylvio de Magalhães Padilha, 5.200 - Ed. Atlanta, Jardim Morumbi - São Paulo, SP - CEP: 05693-000 SAC: 0800-703 0014 (de 2ª à 6ª feira das 9 às 17 hs)

Nosso conteúdo serve para seu conhecimento e informação. Em caso de dúvida, procure sempre seu médico para orientá-la quanto ao melhor tratamento e conduta.

Copyright © 2005-2014 Sanofi. Todos os direitos reservados. Última atualização: 25/11/2014