Você sabe o que é Trombose?

13/04/2011
1- O que é o trombo?

O trombo é um coágulo de sangue que se forma dentro de uma veia e obstrui total ou parcialmente a passagem do sangue. Quando ele se solta e caminha pelas veias, recebe o nome de êmbolo.

2- O que pode ocasionar a formação do trombo?

Há muito tempo a medicina sabe que a ocorrência de trombos é favorecida por três fatores que podem estar presentes em diversas condições clínicas ou doenças: 1) Lesão nas veias, como as que ocorrem durante as cirurgias; 2) Estase sanguínea, ou seja, o sangue fica “parado” ou circulando muito lentamente. Isso ocorre, por exemplo, nas pessoas que permanecem muito tempo paradas (durante uma viagem longa de avião ou durante uma internação); 3) Aumento da tendência do sangue à coagulação. Pode ser uma condição adquirida, por exemplo, por uso de anticoncepcional e tabagismo, mas pode ser secundária a uma herança genética, fazendo com que, na família, haja vários casos de doença causada por trombos.

3- O que é a trombose venosa?

Trombose é o processo que leva à formação do trombo, e trombose venosa é aquela que acontece nas veias. A circulação do nosso sangue se dá pelas artérias, que levam o sangue do coração para o resto do corpo, e pelas veias, que trazem sangue do corpo de volta ao coração. A grande maioria das tromboses ocorre nas veias. As que ocorrem nas artérias são chamadas de tromboses arteriais.

4- O que é a trombose venosa profunda dos membros inferiores (TVP)? E como surge?

É a trombose, ou seja, a formação de trombo, que ocorre nas veias profundas dos membros inferiores, podendo ocorrer tanto na perna (abaixo do joelho), quanto na coxa.
Em geral, o trombo surge quando ocorre a associação de um fator predisponente com um fator desencadeante. Vou explicar melhor. O fator predisponente é o fator de risco, ou a associação de fatores de risco que a pessoa apresenta. Por exemplo: uma mulher de 65 anos, obesa, que faz reposição hormonal e apresenta varizes. Esta senhora, se submetida a um fator desencadeante como uma cirurgia abdominal para retirada da vesícula, que faça com que ela permaneça deitada ou sentada por vários dias, apresenta uma condição bastante favorável para o desenvolvimento de um trombo nas veias dos membros inferiores.

5- Quais são as complicações da trombose venosa profunda?

Na fase aguda, ela causa muita dor na perna, acompanhada de inchaço e vermelhidão, mas pode também ser assintomática ou provocar sintomas muito leves, que passam despercebidos. Parte das pessoas que apresentam um episódio de TVP pode evoluir para a obstrução crônica, o que causa dor e inchaços na perna que nunca melhoram. Em algumas delas pode aparecer uma úlcera (ferida) na perna, que é de difícil cicatrização – este quadro é conhecido como Síndrome Pós-Trombótica. Entretanto, a complicação mais temida da TVP é a embolia pulmonar. Como disse anteriormente, êmbolo é um coágulo que se solta e circula livremente pelas veias no seu caminho de volta ao coração. Porém, ao passar pelo pulmão, ele pode acabar chegando a veias menores e obstruí-las. Estes quadros causam dor no peito e falta de ar imediatos, e podem, dependendo da intensidade, levar à morte súbita.

6- Quais são os fatores de risco para a trombose venosa profunda (TVP)?

São vários: tabagismo, uso hormônios, obesidade, idade, viagens prolongadas, varizes, história familiar de trombose, perda de mobilidade causada por cirurgia ou por internação – especialmente em unidades de terapia intensiva –, colocação de próteses no quadril ou no joelho, câncer, doenças cardíacas e pulmonares, alguns tipos de reumatismo, infecções, gravidez e pós-parto imediato, paralisia das pernas, entre outros. A propósito, atualmente falamos mais em fatores de risco para tromboembolismo venoso (TEV). Este termo engloba tanto a TVP quanto a embolia pulmonar.

7- Quais as substâncias que aumentam o risco de trombose venosa profunda?

Hormônios utilizados, como anticoncepcional ou para reposição hormonal, alguns medicamentos usados no tratamento de câncer e o cigarro.

8- Em que situações o paciente pode apresentar embolia pulmonar?

É impossível prever com segurança quais pacientes apresentarão embolia pulmonar, mas, de modo geral, trombos na coxa têm maior chance de apresentar embolia do que na perna.

9- Quais são os sintomas da trombose venosa profunda?

Como já referido anteriormente, a TVP causa dor, inchaço e vermelhidão no membro acometido e, na grande maioria das vezes, ocorre em apenas uma das pernas. Embora raros, há casos em que a obstrução da veia é tão intensa que a circulação de sangue na perna fica muito comprometida. Nestes casos, a perna toda incha muito, além de ficar fria e arroxeada, devido à diminuição da circulação.

10- O que as pessoas que apresentam esses sintomas devem fazer?

Procurar imediatamente o seu médico ou um pronto-socorro. O profissional precisa avaliar a gravidade da TVP e decidir pelo tratamento. Na maioria das vezes, é necessária internação por alguns dias, mas é possível tratar em casa.

11- Quais são os sintomas da embolia pulmonar? E qual o tratamento?

O quadro clínico típico é de dor no peito e falta de ar de início súbito. Dependendo da intensidade, o paciente pode apresentar palidez, suor intenso, queda de pressão e até morte súbita. É uma condição que, muitas vezes, se confunde com um infarto do coração.
Além das medidas médicas de suporte para o paciente, o tratamento é feito com anticoagulantes, cujo objetivo é evitar que o êmbolo (o coágulo que migrou das pernas) aumente de tamanho. Em casos mais graves, são usados medicamentos chamados de fibrinolíticos, ou trombolíticos, que ajudam a dissolver o coágulo.

12- Existe alguma forma de prevenirmos a formação de um trombo?

Existe sim. Os anticoagulantes são utilizados preventivamente nas pessoas identificadas como em risco de desenvolvimento de TEV (TVP e embolia pulmonar). Há também as meias elásticas antitrombóticas e dispositivos mecânicos que massageiam as pernas e podem ajudar na prevenção de trombose em pacientes de risco especialmente alto, ou quando os anticoagulantes não podem ser utilizados. Medidas gerais, como estar bem hidratado e movimentar-se com frequência, ajudam na prevenção, seja durante uma viagem de avião, seja no hospital ou após uma cirurgia.
Seu nome*:
Seu e-mail*:
Destinatário*:
E-mail*:
Mensagem:
* Campos de preenchimento obrigatório

voltar

Atmosfera Feminina - Um serviço Sanofi
Av. Major Sylvio de Magalhães Padilha, 5.200 - Ed. Atlanta, Jardim Morumbi - São Paulo, SP - CEP: 05693-000 SAC: 0800-703 0014 (de 2ª à 6ª feira das 9 às 17 hs)

Nosso conteúdo serve para seu conhecimento e informação. Em caso de dúvida, procure sempre seu médico para orientá-la quanto ao melhor tratamento e conduta.

Copyright © 2005-2014 Sanofi. Todos os direitos reservados. Última atualização: 23/04/2014