Cuidados especiais com a calcinha

Da Redação 06/08/2013
Nós mulheres adoramos comprar lingerie, não é mesmo? Mas o que mais gostamos mesmo é de nos sentirmos confortáveis com a peça escolhida. Pelo menos é o que aponta uma recente pesquisa do Instituto de Estudos e Marketing Industrial (Iemi), que avaliou o comportamento de compra de roupas íntimas baseado na opinião de 1.100 brasileiras acima de 15 anos e de diferentes estados do país. Os resultados mostram que 38% das mulheres preferem comprar lingeries confortáveis, e 14,6%, as peças que consideram práticas.

Muito bem. Mas lembre-se de que na hora da escolha e da lavagem é preciso prezar por sua saúde íntima.

Escolha consciente

Nada impede que você compre “aquele” modelo sexy que a valoriza. Mas o ideal é deixá-lo reservado para ocasiões especiais. “Para o dia a dia, são recomendadas peças mais folgadas, de algodão, que permitem uma maior respiração da área íntima”, diz o Dr. João Leandro Matos, ginecologista do Hospital Cruz Vermelha Brasileira, no Rio de Janeiro. Ele explica que deve-se evitar as peças de lycra, pois deixam a região mais abafada e úmida, favorecendo o crescimento de fungos e bactérias.

Como lavar

Você pode lavar a sua calcinha na hora do banho com sabonetes especiais para roupas íntimas, mas essa deve ser apenas uma pré-lavagem, para depois proceder com a tradicional.

O ginecologista diz que o sabão em pó e amaciante até são permitidos, mas o ideal é utilizar produtos mais neutros, sem muitos corantes e perfumes, para evitar alergias. As peças íntimas, colocadas na máquina de lavar, não devem ter contato com outras peças: panos de prato, toalhas de banho e de rosto. Você pode usar a máquina no enxágue e centrifugação.

Atenção na hora de secar

“A secagem deve ser feita em ambientes arejados. Jamais deixar em banheiros, que geralmente são abafados e úmidos, diz o Dr. João.

A peça deve ser pendurada do lado avesso para evitar contaminações. Muitos ginecologistas também aconselham passar a ferro o forro de algodão, para que a alta temperatura elimine microorganismos que porventura ainda estejam presentes.

Lingerie nova

Se você acabou de comprá-la, é fundamental que a lave antes do uso para evitar contaminações. “Hoje em dia, ninguém vai experimentá-la, mas ela ficará contaminada com germes provenientes do manuseio das mãos de várias pessoas”, diz o especialista.

Outras dicas do ginecologista

- Calcinha é como escova de dente. Nunca empreste de ninguém, e nem empreste a sua, pois pode transmitir doenças, inclusive o HPV.

- A troca deve ser diária, mas se você mora em lugares quentes, após exercícios, ou se percebê-la úmida, a troca pode ser mais frequente, duas a três vezes ao dia.

- O uso de lencinhos íntimos também é indicado para a higiene.

- O uso de absorventes diários protege a lingerie, mas seu uso também requer cuidados. Prefira aqueles que não possuem perfume, nem corantes. Observe também o fundo do absorvente, evite os plastificados e dê preferência aos modelos mais furadinhos, que permitem uma melhor ventilação. Troque-o sempre que estiver úmido.

- Dormir sem calcinha pode ser uma boa alternativa para ventilar a região íntima, mas a maioria das mulheres não gosta. Então, opte por roupas e peças íntimas mais folgadas, e boa noite!

Para saber mais acesse: www.higieneintima.com.br
Seu nome*:
Seu e-mail*:
Destinatário*:
E-mail*:
Mensagem:
* Campos de preenchimento obrigatório

voltar

Atmosfera Feminina - Um serviço Sanofi
Av. Major Sylvio de Magalhães Padilha, 5.200 - Ed. Atlanta, Jardim Morumbi - São Paulo, SP - CEP: 05693-000 SAC: 0800-703 0014 (de 2ª à 6ª feira das 9 às 17 hs)

Nosso conteúdo serve para seu conhecimento e informação. Em caso de dúvida, procure sempre seu médico para orientá-la quanto ao melhor tratamento e conduta.

Copyright © 2005-2014 Sanofi. Todos os direitos reservados. Última atualização: 24/11/2014